10 de março de 2020

Bolsonaro não pôs em dúvida a eleição de 2018, mas a de 2022

Ontem, com a bolsa de valores vivendo a maior turbulência em 21 anos, o dólar quebrando mais um recorde nominal, a Itália somando 463 mortos em decorrência do covid-19, e o Brasil confirmando o 25º caso de um surto de novo coronavírus que se iniciou justamente de brasileiros que visitaram a Itália, o presidente da República, sem apresentar as provas que alegava ter, disse nos Estados Unidos que a eleição que o colocou no comando do país fora fraudada de forma a confirmar apenas no segundo turno uma vitória que teria ocorrido ainda no primeiro. Sim, é de acabar o fôlego.

Continuar lendo Bolsonaro não pôs em dúvida a eleição de 2018, mas a de 2022
16 de março de 2020

Quem quer criar desordem

Jair Bolsonaro deveria ficar em isolamento enquanto aguardava por um terceiro teste de novo coronavírus. Mas, ao lado do diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, o presidente da República aproveitou o domingo para acompanhar a manifestação golpista que, mesmo esvaziada, pregava em várias cidades do país o fechamento do Congresso e STF. No trajeto, a dupla teve contato direto com 272 manifestantes.

Continuar lendo Quem quer criar desordem
18 de março de 2020

Caindo pelas tabelas

A oposição havia marcado uma grande manifestação para esse 18 de março. Mas, por causa do avanço do novo coronavírus, e ao contrário dos governistas mais aloprados, a UNE e as centrais sindicais cancelaram o ato. Em seu lugar, um “panelaço” foi agendado para as 20h30 da noite de hoje.

Continuar lendo Caindo pelas tabelas
31 de março de 2020

Qual é a dos militares?

Por duas semanas, Jair Bolsonaro tem sido alvo diário de panelaços. Cada pancada na panela aproxima Hamilton Mourão da faixa presidencial. Para que o vice se torne a autoridade mais poderosa do país, basta aguardar que as forças políticas busquem a alternativa lógica. No entanto, o 31 de março de 2020 amanheceu com uma mensagem lamentável, para dizer o mínimo.

Continuar lendo Qual é a dos militares?
6 de abril de 2020

Adiar o impeachment de Bolsonaro é um luxo que não cabe ao Brasil

O mundo todo enfrenta duas crises: uma sanitária, em decorrência do avanço da covid-19, e uma econômica, em decorrência da crise sanitária. O Brasil, por sua vez, enfrenta três: uma sanitária, uma econômica e uma política. Com o agravante de que a política, levando a um número maior de óbitos, e a uma recessão ainda mais profunda, dificulta o enfrentamento das outras duas.

Continuar lendo Adiar o impeachment de Bolsonaro é um luxo que não cabe ao Brasil