12 de maio de 2020

Contra impeachment, Bolsonaro topa até golpe militar

No último 22 de abril, o descobrimento do Brasil completou 520 anos. Mas, para a atual geração, trata-se da data em que Jair Bolsonaro cometeu a performance que tem tudo para custar-lhe a Presidência da República. Múltiplas fontes confirmaram a múltiplos veículos que o vídeo da reunião ministerial, aquele apontado por Sergio Moro como prova da interferência do chefe na Polícia Federal, é uma “bala de pratadevastadora.

Continuar lendo Contra impeachment, Bolsonaro topa até golpe militar
1 de junho de 2020

É preciso conversar sobre neofascismo

Nas redes sociais, muitos viam nos acontecimentos deste domingo um apoio brasileiro aos protestos da comunidade negra americana contra o assassinato de George Floyd. Lá, a revolta não só se aproximou da Trump Tower, como forçou o presidente americano a se esconder em um bunker na Casa Branca, que teve todas as luzes apagadas por questões de segurança. Encurralado, Donald Trump prometeu classificar os “antifas” como grupo terrorista.

Continuar lendo É preciso conversar sobre neofascismo
2 de junho de 2020

Jair Bolsonaro conseguiu as 30 mil mortes, falta a guerra civil

Em 1999, Jair Bolsonaro concedeu uma polêmica entrevista ao programa “Câmera Aberta”, da Band. De uma longa sequência de absurdos, ficou na memória o trecho no qual diz que o país só melhoraria “quando nós partirmos para uma guerra civil aqui dentro, e fazendo o trabalho que o regime militar não fez, matando uns 30 mil“. Depois de citar o ainda presidente Fernando Henrique Cardoso como o primeiro a ser executado, o deputado federal acrescentou: “se vai morrer alguns inocentes, tudo bem, tudo quanto é guerra morre inocente“.

Continuar lendo Jair Bolsonaro conseguiu as 30 mil mortes, falta a guerra civil
3 de junho de 2020

O que diabos quer Hamilton Mourão?

Ontem, a cada 68 segundos, o Brasil contabilizou uma nova vítima fatal de covid-19. Nesse ritmo, ao término desta leitura, mais cinco óbitos entrarão para as estatísticas oficiais do governo Bolsonaro. Inclusive, desde que o texto começou, outros cinco brasileiros já se descobriram infectados pelo novo coronavírus. E este é apenas o primeiro parágrafo.

Continuar lendo O que diabos quer Hamilton Mourão?
5 de junho de 2020

É preciso ser esperto e não cair nas armadilhas de Jair Bolsonaro

Um dia após Adélio Bispo esfaquear Jair Bolsonaro, Hamilton Mourão foi sabatinado na GloboNews. E, como esperado, precisou explicar no 7 de setembro de 2018 a fala golpista que aniversariava naquele mês. O então candidato a vice-presidente negou que defendesse intervenção militar, mas argumentou que, no “momento em que a anarquia toma conta do país“, em que “não há mais respeito pela autoridade, grupos armados andando pela rua“, o presidente da República poderia usar as Forças Armadas na “garantia dos poderes constitucionais“. E se deu a indagar: “como é que a gente garante os poderes constitucionais? Mantendo a estabilidade? E, se um poder não consegue mais cumprir a sua finalidade, o que nós fazemos?

Continuar lendo É preciso ser esperto e não cair nas armadilhas de Jair Bolsonaro