1 de junho de 2020

É preciso conversar sobre neofascismo

Nas redes sociais, muitos viam nos acontecimentos deste domingo um apoio brasileiro aos protestos da comunidade negra americana contra o assassinato de George Floyd. Lá, a revolta não só se aproximou da Trump Tower, como forçou o presidente americano a se esconder em um bunker na Casa Branca, que teve todas as luzes apagadas por questões de segurança. Encurralado, Donald Trump prometeu classificar os “antifas” como grupo terrorista.

Continuar lendo É preciso conversar sobre neofascismo
2 de junho de 2020

Jair Bolsonaro conseguiu as 30 mil mortes, falta a guerra civil

Em 1999, Jair Bolsonaro concedeu uma polêmica entrevista ao programa “Câmera Aberta”, da Band. De uma longa sequência de absurdos, ficou na memória o trecho no qual diz que o país só melhoraria “quando nós partirmos para uma guerra civil aqui dentro, e fazendo o trabalho que o regime militar não fez, matando uns 30 mil“. Depois de citar o ainda presidente Fernando Henrique Cardoso como o primeiro a ser executado, o deputado federal acrescentou: “se vai morrer alguns inocentes, tudo bem, tudo quanto é guerra morre inocente“.

Continuar lendo Jair Bolsonaro conseguiu as 30 mil mortes, falta a guerra civil
8 de junho de 2020

E ocultareis a verdade, e o impeachment vos derrubará

Na última quinta-feira, a cada 59 segundos, o Brasil confirmava mais um óbito por covid-19. Era um um ritmo tão alucinante que assustou até o Papa Francisco. Como esperado, Jair Bolsonaro tinha interesse em esconder do mundo a tragédia que ele próprio fomentara. Assim, para escapar do Jornal Nacional, passou a adiar em três horas a atualização dos dados da pandemia. Mas o tiro saiu pela culatra, com o jornalismo da Globo fixando um “plantão” durante a novela das nove, o que chamou bem mais atenção das redes sociais, e passou a atingir uma audiência ainda maior.

Continuar lendo E ocultareis a verdade, e o impeachment vos derrubará
9 de junho de 2020

O gabinete do ódio é o que mais tolhe a liberdade de expressão no Brasil

Durante a maior crise sanitária em um século, o Congresso brasileiro se vê obrigado a votar uma lei delicadíssima que, se mal calculada, pode trazer prejuízo à liberdade de expressão na web. E tudo isso se faz necessário por culpa de Jair Bolsonaro. Porque o presidente da República levou para o Palácio do Planalto a máquina de linchamentos virtuais que o elegeu. Tocada por ex-assessores de Carlos Bolsonaro, ela viria a ser apelidada de “gabinete do ódio“.

Continuar lendo O gabinete do ódio é o que mais tolhe a liberdade de expressão no Brasil
12 de junho de 2020

Para blindar Bolsonaro da Justiça, vale até reinventar ministério

Em 3 de setembro de 2018, Jair Bolsonaro disse que “não podemos continuar com essa política que busca apoio através de distribuição de cargos, ministérios e diretorias“. Vinte dias depois, assumiu o “compromisso de reduzir número de ministérios“. No 1º de outubro daquele ano, argumentou que, “se ministérios e cargos continuarem sendo distribuídos a partidos políticos em troca de apoio“, milhares de obras continuariam paradas. No mesmo dia, prometeu que “obteremos receita (…) cortando ministérios e estatais“.

Continuar lendo Para blindar Bolsonaro da Justiça, vale até reinventar ministério