9 de abril de 2020

Escutem os especialistas, ignorem os idiotas

Em meados dos anos 1950, sem o mesmo rigor trabalhado atualmente, a indústria farmacêutica estava certa de que era seguro receitar talidomida para grávidas não mais sentirem enjoos matinais. Após 8 anos, com 46 países comercializando o produto, o sedativo foi retirado de circulação. Até 1962, mais de 10 mil bebês tinham nascido com má formação nas pernas e braços em decorrência do uso da droga. Na época, como o FDA exigiu testes mais firmes, os Estados Unidos escaparam da tragédia. Mas Alemanha, Reino Unido, Austrália e Brasil vivenciaram o drama. Desde então, o caso é exemplo da necessidade dos devidos testes de laboratório antes de uma medicação ser lançada no mercado.

Continuar lendo Escutem os especialistas, ignorem os idiotas
20 de abril de 2020

Bolsonaro não recuou, apenas tomou ar para o próximo ataque

No dia em que demitiu Luiz Henrique Mandetta do Ministério da Saúde, Jair Bolsonaro citou Rio das Pedras como um bom exemplo de comunidade carioca que estaria com o comércio em pleno funcionamento. Mas o presidente da República esqueceu de explicar que os comerciantes só estavam em atividade por pressão dos milicianos da região. No dia seguinte, após determinação presidencial, o Ministério da Defesa revogou portarias que facilitavam o rastreamento de armas beneficiando justo o trabalho das milícias. Mas essas nem eram as notícias mais revoltantes da semana que se encerrava.

Continuar lendo Bolsonaro não recuou, apenas tomou ar para o próximo ataque
23 de abril de 2020

Entre tirania e corrupção, escolheram tirania, e terão corrupção

Um dia após prometer gordas fatias do governo ao que há de mais questionável no centrão, Jair Bolsonaro avisou a Sergio Moro que, na semana que vem, irá retirar Maurício Valeixo do comando da Polícia Federal. Ainda ontem, o presidente da República conversou com o governador Ibaneis Rocha sobre a possibilidade de Anderson Torres, secretário de Segurança do Distrito Federal, assumir a vaga.

Continuar lendo Entre tirania e corrupção, escolheram tirania, e terão corrupção
29 de abril de 2020

A conta dos óbitos por covid-19 já está no colo de Bolsonaro

Jair Bolsonaro estava confiante no sucesso da nomeação de Alexandre Ramagem, homem indicado por Carlos Bolsonaro para o comando da Polícia Federal. O presidente da República já adiantava que seria reaberta a investigação sobre o atentado que sofreu na eleição de 2018. Eduardo Bolsonaro, com o testemunho de uma entidade que para ele fez campanha, garantia que a corporação não sofria interferência política. E a esposa do nomeado colecionava ataques a João Doria e Rodrigo Maia nas redes sociais. Mas os bolsolavistas não contavam com a astúcia de Alexandre de Moraes.

Continuar lendo A conta dos óbitos por covid-19 já está no colo de Bolsonaro
8 de maio de 2020

Com quase 10 mil mortos por covid-19, Bolsonaro agenda churrasco

Desde o Natal do ano passado, o perfil de Eduardo Villa Bôas no Twitter foi atualizado por apenas onze oportunidades. É compreensível, uma vez que ex-comandante do Exército sofre de esclerose lateral amiotrófica em estágio avançado. Há pouco mais de mês, contudo, o general havia se pronunciando em concordância com a narrativa presidencial de que é preciso acabar com o isolamento social. Hoje, publicou nota sobre a entrevista concedida por Regina Duarte.

Continuar lendo Com quase 10 mil mortos por covid-19, Bolsonaro agenda churrasco