16 de abril de 2020

Por puro egoísmo, Bolsonaro demitiu o ministro mais necessário

Minutos após a confirmação de 596 mortes por covid-19 em apenas três dias, a queda de braço chegou ao fim: Jair Bolsonaro demitiu o ministro da Saúde. De imediato, panelaços foram ouvidos em diversas localidades do Brasil. Se a queda de Luiz Henrique Mandetta era desejo antigo do presidente da República, o próprio ministro vinha cavando a demissão desde sábado, quando, em visita às obras de um hospital de campanha em Goiás, o chefe se deu a provocar o auxiliar criminosamente se entregando a aglomerações. “São 60 dias nessa batalha. Isso cansa“, reclamou o demitido ainda ontem em entrevista.

Continuar lendo Por puro egoísmo, Bolsonaro demitiu o ministro mais necessário
29 de maio de 2020

A “ABIN paralela” existe e é tocada do Planalto por um coronel

Um semestre antes da eleição presidencial de 2018, Luiz Fux garantia que um candidato eleito com a divulgação de notícias falsas poderia ser cassado, com a eleição vindo a ser anulada. Mas toda a estrutura montada pelo ainda presidente do Tribunal Superior Eleitoral, juntamente com a ABIN, o Exército e a Polícia Federal, não conseguiu impedir que Jair Bolsonaro se tornasse presidente do Brasil alicerçado por todo um cardápio de mentiras.

Continuar lendo A “ABIN paralela” existe e é tocada do Planalto por um coronel
3 de junho de 2020

O que diabos quer Hamilton Mourão?

Ontem, a cada 68 segundos, o Brasil contabilizou uma nova vítima fatal de covid-19. Nesse ritmo, ao término desta leitura, mais cinco óbitos entrarão para as estatísticas oficiais do governo Bolsonaro. Inclusive, desde que o texto começou, outros cinco brasileiros já se descobriram infectados pelo novo coronavírus. E este é apenas o primeiro parágrafo.

Continuar lendo O que diabos quer Hamilton Mourão?
4 de junho de 2020

Jair Bolsonaro só tem uma agenda, e ela é golpista

Neste momento, Jair Bolsonaro possui apenas uma agenda: consolidar um golpe de Estado. Desde que o novo coronavírus chegou ao Brasil, o presidente da República não faz outra coisa além de preparar o terreno. O que implica blindar a família de investigações, aparelhar as forças policiais, espionar adversários, usar a lei contra os inimigos, armar as milícias governistas e, à base de muitas mentiras e sabotagens, provocar o conflito que daria luz a um Estado de exceção. Justamente por isso, a própria oposição tem pedido para que o público não compareça aos protestos marcados para o final de semana.

Continuar lendo Jair Bolsonaro só tem uma agenda, e ela é golpista
9 de junho de 2020

O gabinete do ódio é o que mais tolhe a liberdade de expressão no Brasil

Durante a maior crise sanitária em um século, o Congresso brasileiro se vê obrigado a votar uma lei delicadíssima que, se mal calculada, pode trazer prejuízo à liberdade de expressão na web. E tudo isso se faz necessário por culpa de Jair Bolsonaro. Porque o presidente da República levou para o Palácio do Planalto a máquina de linchamentos virtuais que o elegeu. Tocada por ex-assessores de Carlos Bolsonaro, ela viria a ser apelidada de “gabinete do ódio“.

Continuar lendo O gabinete do ódio é o que mais tolhe a liberdade de expressão no Brasil