20.05.2020 - Brasília/DF - Jair Bolsonaro e Rodrigo Maia se reúnem em videoconferência com governadores dos estados. Foto: Marcos Corrêa/PR.
23 de maio de 2020 | Por Marlos Ápyus

Dilma e Collor caíram por MUITO menos

Na véspera, Jair Bolsonaro tinha chamado a atenção por, numa reunião com governadores, se comportar como adulto. Tudo tinha sido previamente ensaiado com Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre. Em paralelo, Augusto Heleno surgia em manchete garantindo que as Forças Armadas não protagonizariam um golpe militar. Mas, às 15h18 da sexta-feira, o próprio chefe do Gabinete de Segurança Institucional, com apoio das Forças Armadas, rasgaria a fantasia do democrata que nunca foi, vindo a ser endossado pelo presidente da República após alguns minutos.

Continuar lendo Dilma e Collor caíram por MUITO menos
20.05.2020 - Brasília/DF - O presidente Jair Bolsonaro durante videoconferência com Governadores dos Estados. Foto: Marcos Corrêa/PR
25 de maio de 2020 | Por Marlos Ápyus

Jair Bolsonaro há muito abandonou o combate à corrupção

Em entrevista ao Fantástico, Sergio Moro confirmou o que está evidente desde meados de 2019: Jair Bolsonaro há muito abandonou a principal bandeira de campanha, o combate à corrupção. O delegado Waldir, que chegou a liderar a bancada do PSL na Câmara Federal, foi ainda mais claro, garantindo que o presidente da República “trabalhou para impedir a prisão em segunda instância” e “ajudou a colocar o Lula em liberdade”.

Continuar lendo Jair Bolsonaro há muito abandonou o combate à corrupção
15.05.2020 - Brasília/DF - Presidente Jair Bolsonaro e a primeira dama durante Lançamento da Campanha de Conscientização e Enfrentamento à Violência Doméstica. Foto: Marcos Corrêa/PR
2 de junho de 2020 | Por Marlos Ápyus

Jair Bolsonaro conseguiu as 30 mil mortes, falta a guerra civil

Em 1999, Jair Bolsonaro concedeu uma polêmica entrevista ao programa “Câmera Aberta”, da Band. De uma longa sequência de absurdos, ficou na memória o trecho no qual diz que o país só melhoraria “quando nós partirmos para uma guerra civil aqui dentro, e fazendo o trabalho que o regime militar não fez, matando uns 30 mil“. Depois de citar o ainda presidente Fernando Henrique Cardoso como o primeiro a ser executado, o deputado federal acrescentou: “se vai morrer alguns inocentes, tudo bem, tudo quanto é guerra morre inocente“.

Continuar lendo Jair Bolsonaro conseguiu as 30 mil mortes, falta a guerra civil
07.11.2018 - Brasília/DF - João Otávio de Noronha recebe Jair Bolsonaro. Foto José Cruz/Agência Brasil
29 de julho de 2020 | Por Marlos Ápyus

O “amor à primeira vista” entre Jair Bolsonaro e João Otávio de Noronha

Em 29 de abril de 2020, ao empossar André Mendonça como ministro da Justiça, Jair Bolsonaro cumprimentou o presidente do STJ de uma forma peculiar. Dirigindo-se a João Otávio de Noronha, o presidente da República confessou: “a primeira vez que o vi, foi um amor à primeira vista“. Dez dias após a declaração amorosa, Noronha suspendeu as decisões judiciais que obrigavam Bolsonaro a apresentar os exames com resultados negativos para covid-19.

Continuar lendo O “amor à primeira vista” entre Jair Bolsonaro e João Otávio de Noronha