07.04.2020 - Brasília/DF - O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, participa de coletiva de imprensa no Palácio do Planalto, sobre as ações de enfrentamento ao covid-19 no país. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil.
14 de abril de 2020 | Por Marlos Ápyus

É um erro apostar em acertos de Bolsonaro

Passadas 48 horas, ficou ainda mais nítido que a entrevista de Luiz Henrique Mandetta no último domingo foi uma forma de forçar a própria demissão, algo que ele nega. No cálculo equivocado do ministro da Saúde, a queda dele faria com que milagrosamente Jair Bolsonaro se tornasse a pessoa responsável que não foi por 65 anos de vida.

Continuar lendo É um erro apostar em acertos de Bolsonaro
14.06.2005 – Brasília/DF – O deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) depõe no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados. Foto Marcello Casal Jr./ABr.
22 de abril de 2020 | Por Marlos Ápyus

Para se blindar do impeachment, Bolsonaro aderiu ao “toma lá, dá cá” que tanto criticava

No domingo, dia 19, Jair Bolsonaro protagonizou um discurso golpista em Brasília. Na terça, dia 21, o Datafolha percebeu que, em decorrência da distribuição de R$ 600 como auxílio emergencial, aquele que Carlos Bolsonaro chamou de socialista, a avaliação do presidente não vem sofrendo grandes estragos. Em outras palavras, ficou claro que, com dinheiro no bolso, a democracia que lute.

Continuar lendo Para se blindar do impeachment, Bolsonaro aderiu ao “toma lá, dá cá” que tanto criticava
05.02.2020 - Brasília/DF - Reunião de Jair Bolsonaro com Sergio Moro e secretários. Foto: Marcos Corrêa/PR
5 de maio de 2020 | Por Marlos Ápyus

Moro economiza, mas confirma a interferência de Bolsonaro na PF

Ontem, enquanto o Brasil ainda digeria mais uma participação do presidente da República em manifestações golpistas, Jair Bolsonaro se encontrava fora da agenda com Sebastião Curió Rodrigues de Moura. Em 2009, o próprio Major Curió apresentou documentos sobre 41 guerrilheiros que, mesmo rendidos, foram executados pelo Exército na ditadura militar. Denunciado meia dúzia de vezes pela participação nos assassinatos, o tenente-coronel reformado chegou aos 85 anos blindado pela Lei de Anistia. Sobre o encontro em Brasília, um dos filhos de Curió comentou nas redes sociais: “dia de dois amigos se encontrarem e dizer FORÇA“.

Continuar lendo Moro economiza, mas confirma a interferência de Bolsonaro na PF
03.10.2019 - Brasilia/DF - O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, participam do lançamento da campanha publicitária do Projeto Anticrime, do governo federal. Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil.
13 de maio de 2020 | Por Marlos Ápyus

Sergio Moro e Jair Bolsonaro disputam o controle da narrativa

Uma semana antes, por um canal governista, os primeiros detalhes adiantavam que carecia de “bala de prata” o depoimento dado por Sergio Moro à Polícia Federal. Ontem, por jornalistas que se habituaram a cobrir de perto a Lava Jato, os primeiros relatos sobre o vídeo que comprovaria a ingerência de Jair Bolsonaro na PF destacavam a descoberta da tal “bala de prata“.

Continuar lendo Sergio Moro e Jair Bolsonaro disputam o controle da narrativa
11.02.2020 - Brasilia/DF - O presidente Jair Bolsonaro o vice Hamiltom Mourão durante cerimônia de Assinatura do Decreto de Criação do Conselho da Amazônia. Foto:Isaac Amorim/MJSP
3 de junho de 2020 | Por Marlos Ápyus

O que diabos quer Hamilton Mourão?

Ontem, a cada 68 segundos, o Brasil contabilizou uma nova vítima fatal de covid-19. Nesse ritmo, ao término desta leitura, mais cinco óbitos entrarão para as estatísticas oficiais do governo Bolsonaro. Inclusive, desde que o texto começou, outros cinco brasileiros já se descobriram infectados pelo novo coronavírus. E este é apenas o primeiro parágrafo.

Continuar lendo O que diabos quer Hamilton Mourão?
24.04.2020 - Brasília/DF - Pronunciamento do Presidente da República, Jair Bolsonaro. Foto: Carolina Antunes/PR
1 de julho de 2020 | Por Marlos Ápyus

O “sinistério” de Jair Bolsonaro

Na quinta-feira, dia 25, Jair Bolsonaro anunciou e nomeou o novo ministro da Educação. Desde então, descobriram que Carlos Alberto Decotelli teria plagiado trechos de outros trabalhos na dissertação de mestrado, foi reprovado na tese do doutorado, não teria feito pós-doutorado na Alemanha, e exagerou até no currículo militar.

Continuar lendo O “sinistério” de Jair Bolsonaro
01.01.2003 - Brasília/DF - Acompanhado das esposas, FHC transmite a faixa presidencial para Lula. Foto: Marcello Casal Jr./ABr
13 de julho de 2020 | Por Marlos Ápyus

Ao mercado brasileiro

Fernando Collor de Mello terminou o primeiro turno de 1989 com 30% dos votos. Vencida por Lula, a disputa pela segunda vaga do segundo turno contou ainda com Leonel Brizola na terceira posição; e, um pouco mais atrás, Mário Covas. O trio somou 30 milhões de votos, ou 50% a mais do que os 20 milhões que o candidato do PRN recebeu. Natural, portanto, imaginar que união levaria à vitória. Desta forma, PT, PCdoB, PSB, PDT e PSDB pediram para que os eleitores votassem 13 no 17 de dezembro de 1989.

Continuar lendo Ao mercado brasileiro